DEPOIS DE SE LIVRAR DE UM PSICOPATA, OUTRO APARECE


Por Donna Andersen, traduzido por Júlia Bárány

Original em: https://lovefraud.com/after-getting-rid-of-one-sociopath-another-sociopath-shows-up/

 

Ao longo dos anos, ouvi de muitos leitores de Lovefraud que eles estavam irritados, bravos e aterrorizados. Esses leitores haviam entendido finalmente com o que estavam lidando – um psicopata. Eles conseguiram se extirpar dos relacionamentos e não tiveram mais contato com esses indivíduos com transtornos. E o que aconteceu? Outro psicopata entrou nas suas vidas.

Os leitores perguntaram: O que está acontecendo? Por que eles não conseguem me deixar em paz? Será que sou um imã para psicopatas?

A resposta é: não necessariamente. A seguir coloco algumas observações para ampliar a perspectiva da situação.

 

Milhares de psicopatas

Esses indivíduos portadores de transtornos estão por toda parte. Enquanto vivermos neste planeta, enfrentamos a possibilidade de topar com eles.

Peritos estimam que 1 a 4 por cento da população corresponde aos critérios de psicopatia ou distúrbio de personalidade antissocial. Mas se você acrescentar os narcisistas e os portadores de distúrbio de personalidade bordeline, 12 a 16 por cento da população é de predadores sociais. Nos Estados Unidos, isso significa cerca de 40 milhões de pessoas. Com tantos deles aí fora, não é de surpreender que topemos com eles.

 

Reconhecimento mais rápido

A má notícia é que esses leitores se viram lidando com outro psicopata. A boa notícia é que eles se deram conta muito mais rápido com quem estavam dessa segunda vez.

Acho que estes leitores deveriam interpretar sua experiência mais recente como sinal de crescimento. Sim, outro psicopata entrou em suas vidas, mas eles detectaram o predador! Eles conhecem os sinais de alerta e ouviram seus instintos! Isso é progresso! Isso é bom!

 

Mais cura

O fato de que outro psicopata apareceu pode também indicar que estes leitores ainda têm mais processo de cura a realizar. Os psicopatas farejam vulnerabilidades, como os tubarões farejam sangue na água. Talvez os leitores precisem procurar dentro de si mais feridas que precisam ser cuidadas.

Lembrem-se, os psicopatas entraram em nossas vidas explorando vulnerabilidades. Depois disso, precisamos nos recuperar do encontro desagradável com o psicopata. Mas nós também precisamos curar a ferida anterior, mais profunda que permitiu ao psicopata nos escolher como alvo. Talvez tenhamos sido negligenciados quando crianças ou sofremos abuso num relacionamento anterior. Ou talvez tivéssemos crenças negativas sobre nós mesmos – de que éramos indesejados ou não merecíamos amor. Ao cuidar de e curar nossas vulnerabilidades, protegemo-nos de mais dor.

 

Como se manter seguro

O fato básico é que milhares de psicopatas vivem entre nós, portanto, as chances são altas de que em algum momento topemos com eles. A seguir coloco três passos para nos proteger:

  1. Saiba que psicopatas existem
  2. Conheça os sinais de alerta do comportamento do psicopata
  3. Preste atenção aos seus instintos

A nossa intuição serve para nos proteger dos predadores. Quase sempre nos diz, no início do envolvimento, de que há algo de errado com o indivíduo. O truque é prestar atenção e agir.

Todos esses leitores fizeram isso. Então, sim, é irritante encontrar outro predador. Mas pelo menos eles se livraram deles rapidamente, antes que esses causassem muito dano. Esses leitores de Lovefraud deveriam ter orgulho de si mesmos.

 

Deixe um Comentário