Quase Me Matei

Regras do jogo (como participar do site com pseudônimo e o que pode e o que não pode postar. Condições quebradas, a pessoa está fora):

Clique no banner ao lado para efetuar seu cadastro. Cadastre seu email e pseudônimo. Posteriormente, entre na tela de usuário, coloque uma imagem de sua escolha

Não coloque nada que possa identificá-lo, como nomes, lugares, datas, e outras circunstâncias específicas da sua vida.

Use linguagem educada e respeitosa. Não serão tolerados xingamentos, declarações ultrajantes nem agressões entre os participantes.

Esse site não é um site de relacionamentos. Se quiser algo assim, procure um site específico para tal.

Os integrantes da equipe também participarão das conversas com pseudônimos. Se precisar falar com um de nós, use o contato fornecido pelo site.
Responder [phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Core.php on line 1266: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable
Löwe
Mensagens: 1
Registrado em: 13 Out 2017, 08:01
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Core.php on line 1266: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable

Quase Me Matei

Mensagem por Löwe » 13 Out 2017, 10:27

Seis meses foram necessários para uma moça bem mais nova entrar na minha vida e quase me levar ao suicídio.
O primeiro contato já fomos para o Motel.
Disse nesse dia que um cara mai velho não iria sair contando por ai e tal, mas quem acabou contando pro seu namorado dias após foi ela mesmo, descobri isso através de sua amiga que foi ela mesmo que contou pro namorado e esse veio tirar satisfações e me agrediu com soco na cara.
Terminei com ela por causa disso, mas veio ela contando uma versão que acabei entrando na dela e ela continuou me seduzindo mesmo eu estar com um pé atrás. Foi manipulando meus amigos que chegaram acreditar e dizer pra mim que ela realmente gostava muito de mim e aos poucos fui realmente me apegando e acabei sendo seduzido.
Levou uns dois meses para eu cair totalmente nas garras dela. Nesse inicio ela vinha com presentes e com elogios, dizendo se preocupar com minha saúde, preocupada com meu vicío de cigarro que queria eu bem para viver bastante para ela ter eu pelo resto da vida. Mas quando eu começei a gostar dela, simplesmente vira outra pessoa. Só me chamava de "amorzinho" na frente de meus amigos, pq em quatro paredes ela dizia estar pensando se ia me namorar pq eu magoava ela. Mas a senha para ela me trair era exatamente essa. Dizer que esta "magoada" por minha causa para poder depois vir com desculpas das traições virtuais e até uma que eu mesmo descobri e vi com meus olhos. Mas infelizmente já era tarde eu estava totalmente destruído emocionalmente que mesmo vendo a pessoa com outra não fui capaz de terminar o relacionamento, e pior ainda me senti culpado de ela ter me traído.
E continuando totalmente dependente dessa pessoa continuo o relacionamento mesmo sendo traído e lá pro quinto ´mês de "namoro" ela tem a ideia de adotar um cachorro dizendo ser nosso "filho" para selar nossa relação. E eu cai nessa. Mas era na verdade uma forma dela ficar mais tempo na minha casa para me controlar de vez e também uma forma de justificar para seus pais sua ausência por vários dias da semana e para isso que estava cuidando de um cachorro doente na casa do namorado. (Uma causa nobre, já que sua mãe adorava animais). E para isso ela mandava todos os dias fotos do cachorro pra mãe mostrando sua evolução do tratamento dele que tinha umas feridas por causa de mordidas de outros cachorros.
E nesse momento que ela não sai mais de minha casa é que as coisas pioram de vez.
Minha filha mais nova (tenho duas filhas) termina um relacionamento e vem morar comigo e com minha mãe, já que moro com minha mãe. O agravante é que minha filha que veio morar comigo depois de um casamento de um ano e meio já tinha tentado suicídio cinco vezes e antes de ela ir morar com seu marido o diagnóstico dado pela pisquiatra era Síndrome do Pânico e eu pensava que era só isso que ela tinha e depressão e minha "namorada" começa ter um contato dia´rio com minha filha. Eu muito trouxa pensando que ela estava ajudando minha filha e na verdade ela estava envenenado a cabeça dela. Fazendo de tudo para minha filha me odiar.
O Golpe fatal foi o dia que eu termino meu relacionamento.
Nesse dia descobri a face do mal. vi de perto um demônio, e era o que ia na cama comigo.
E foi assim: Estava no quarto e falei pra minha "namorada". "Acabou !! Vou te levar embora agora !!"
O que ela fez: Mandou msg pra mniha filha que estava no outro quarto dizendo que eu estava batendo nela.
E quando minha filha chega ela diz no ouvido de minha filha : "Seu pai tentou me estuprar !!"
Pronto, minha filha surtou e começou o caos em casa. minha mãe já de idade avançada ficou descontrolada, minha filha surtada e minha "namorada" ainda teve tempo no meio da confusão colocar meu celular dentro de um balde de água. (Claro que a intenção era dar "PT" no celular para apagar as msg ).
Pego a "namorada" pra levar ela embora e no meio do caminho ela tenta pular do carro. Eu paro carro e deixo-a ali mesmo e volto pra minha casa para acalmar minha mãe que estava desesperada.
Chegando lá minha filha já tinha ligado para um amigo e esse tinha chamado a polícia.
Aí chega meu cunhado e leva minha filha e minha mãe na sua casa. Não demora muito chega um monte de viaturas da polícia em casa e meu cunhado traz minha filha para contar para polícia o que tinha acontecido. Quando minha filha começar a contar para polícia sua versão, quase tive um infarto, era tanta mentira que eu vi que não era a Síndrome de Pânico que ela tinha.
Todos que ali estavam não queriam conversar comigo pois diziam que eu estava sob efeito de drogas e que eu tinha batido na minha filha na minha "namorada" e na minha mãe, eu sem entender nada entrei em pânico e achava que eu estava sonhando. Não poderia ser real aquilo tudo, porque eu não tinha batido em ninguém e não entendia a atitudes das pessoas que pareciam histéricos.
Terminada a versão de minha filha, todos vão embora e a polícia apenas disse pra mim que é um problema familiar e que tem que resolver isso em família.
Passo a noite sozinho em casa sem dormir e no outro dia de manhã levo meu celular para oconserto para tentar salvar as mensagens, porque eu já imaginava que minha "namorada" iria aproveitar dessa situação e me ferrar de alguma maneira. E por acaso do destino encontro um amigo de minha "namorada" dois dias depois e ele me alerta. A fulana está inventado horrores de sua pessoa para os pais dela e você tem que levar sua família para contar sua versão para eles, se não você vai te ferrar de vez.
Volto para casa correndo e mando msg face para irmã de minha "namorada".
Assim que digo "OI" a irmã diz " na resposta. ""Estou desesperada atrás de você pq minha irmão está inventando mentiras gigantes de você. E Você precisa urgente trazer sua mãe e sua irmã para contar sua versão. Pq meus pais estão acreditando na minha irmã. E Ela vai te ferrar muito .
Como eu iria chegar na casa de minha irmã, se eu chegasse l´corria o risco de chamarem a polícia para mim. Tamanha a mentira que minha contou para eles.
Consegui levar um amigo comigo na casa de minha irmã nesse mesmo dia, esse meu amigo tem muita relação com minha família e conseguiu convencer minha irmã e minha mãe irem na casa dos pais de minha "namorada". Não fomos recebidos, mas pelo interfone viram que pelo fato de elas terem ido lá, não era tudo como minha namorada contava. E também nesse dia minha mãe e minha irmã viram que estavam sendo manipulados pela minha filha, pq quando o pai de minha "namorada" atendeu o interfone ele disse: "Vamos fazer Boletim de Ocorrência só de agressão e não vamos fazer de cárcere privado" isso que ele disse no interfone só uma pessoa poderia ter alertado ele, minha ´própria filha, pq ela ouviu eu dizendo que eles iriam fazer Boletim de Ocorrência e cárcere privado e isso iria prejudicar eu e minha mãe também, uma vez que minha mãe mora na mesma casa. Aí minha mãe e minha irmã percebe,m que estavam sendo manipulados pela minha filha.
Isso tudo ocorreu em um fim de semana. Na segunda feira começo uma luta para achar a pisquiatra de minha filha, uma vez que ela ao morar por um ano e meio em outra cidade mudou de psiquiatra e não tínhamos o contato dela.
Enfim descubro a psiquiatra de minha filha e consigo marcar consulta no próximo sábado de manhã.
Vamos eu minha irmã e minha filha no psiquiatra. Eis o novo diagnóstico: Síndrome de Boderline.
Taí a explicação pq miha filha fez o que fez comigo.
Aí consigo trazer minha filha pro meu lado e ela vai contando tudo o que minha "namorada" fez para manipular ela e para ela se virar contra mim. Minha "namorada" foi enchendo a cabeça de minha filha com mentiras sobre minha pessoa todo esse tempo que minha filha voltou para minha casa, ao ponto de minha filha se virar e ter tanta raiva de mim que depois que surtou naquele dia fatídico, ela continuou contando mentiras para os pais de minha "namorada" ao ponto de ambas fazerem Boletim de Ocorrência na Delegacia contra minha pessoa.
Agora estou tentando me recuperar minha saúde física e mental, pq fiquei totalmente abalado emocionalmente que acabei tendo até problemas de saúde.
Estou esperando ser chamado na delegacia para respoder o BO de minha "namorada" e estou ainda apesar de tudo ajudando minha filha financeiramente e acompanhando seu tratamento dessa Síndrome de Boderline.
Minha ex. tenho contato zero e estou aos poucos tentando levar minha vida normal.

Micaela Hon
Mensagens: 28
Registrado em: 09 Jun 2017, 15:45
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Core.php on line 1266: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable

Re: Quase Me Matei

Mensagem por Micaela Hon » 25 Ago 2018, 14:14

Gratidão por compartilhar sua história!

Responder
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Core.php on line 1266: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/vendor/twig/twig/lib/Twig/Extension/Core.php on line 1266: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante